USDA reduz previsões de safra de soja do Brasil e da Argentina

sojaa

Consultorias brasileiras também fazem reduções significativas nos números finais da colheita

O relatório de fevereiro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projetou safra mundial de soja em 2021/22 de 363,86 milhões de toneladas. Os estoques finais estão estimados em 92,83 milhões de toneladas, enquanto o mercado esperava por 91,3 milhões de toneladas. Em janeiro, o USDA indicou estoques de 95,2 milhões de toneladas.

A projeção do USDA aposta em safra americana de 120,7 milhões de toneladas, mantendo o número do relatório anterior. Para o Brasil, a previsão é de uma produção de soja de 134 milhões de toneladas, contra 139 milhões do mês anterior. A safra da Argentina está estimada em 45 milhões de toneladas, menor que o previsto em janeiro, de 46,5 milhões.

O corte nas estimativas sul-americanas era esperado, mas ficou abaixo do que o mercado apostava, de 133 milhões para o Brasil e de 44,2 milhões para a Argentina. A safra do Paraguai teve sua estimativa reduzida de 8,5 milhões para 6,3 milhões de toneladas.

Já as importações chinesas foram cortadas em 3 milhões para 97 milhões de toneladas.

Consultorias também reduzem produção

As principais consultorias do Brasil também fizerem cortes em fevereiro ante suas projeções anteriores para a safra nacional de soja. A AgResource Brasil, por exemplo, decresceu expectativas em 6 milhões de toneladas, indicando, agora, que a produção deve ficar em 125 milhões de toneladas.

Já a Datagro reduziu a sua previsão de colheita para 130 milhões de toneladas, ante as 142,05 milhões de toneladas projetadas em dezembro. A StoneX, por sua vez, aponta queda de 12,86% frente ao recorde estimado inicialmente de 145,12 milhões de toneladas.

A AgRural estima os números finais da safra 21/22 em 128,5 milhões de toneladas, ante as 133,4 milhões de toneladas projetadas no início de janeiro. Por fim, a Safras & Mercado lançará seu levantamento de fevereiro na próxima sexta-feira (11), sinalizando reduções consideráveis ante as 132,3 milhões de toneladas projetadas em janeiro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Superávit acumulado da balança comercial em maio é de US$ 2,7 bilhões

A média diária das exportações registrou, nas duas primeiras semanas de maio, aumento de 12,8%,…

Superávit com exportações do agronegócio cresce 20% em São Paulo

Em janeiro, as exportações do agronegócio no estado registraram aumento de 12,8% no faturamento, alcançado…

Mercado de grãos segue impactado por guerra; trigo e milho têm alta de 5%

As preocupações com o fluxo de grãos e oleaginosas produzidos na Rússia e na Ucrânia…