Produção de soja na safra 21/22 deve ser de 127 mi/t, diz StoneX

Soybeans isolated on white background

Desempenho mato-grossense surpreendeu. Estado é responsável por 31,8% de toda a oleaginosa produzida no Brasil

A produção de soja da safra 2021/22 está sendo revisada para cima pelas principais consultorias do país. Após o Rabobank projetar 126 milhões de toneladas colhidas, a StoneX ajustou suas projeções para 127 mi/t nesta sexta-feira (1).

Os acréscimos partem de uma revisão na área plantada em Mato Grosso e também pelas produtividades acima do que era esperado nos primeiros meses deste ano no Rio Grande do Sul.

Até o início de junho, a StoneX apontava que o atual ciclo de soja seria de 124,4 milhões de toneladas. Segundo a consultoria, a conversão de pastagens para a agricultura em Mato Grosso, principalmente nas regiões norte e noroeste do estado, contribuíram para a alta. Agora, a produção mato-grossense da oleaginosa subiu para 40,5 milhões de toneladas.

  • Soja: relatório analisa produção, exportação e pontos de atenção ao mercado

Desta forma, os produtores mato-grossenses devem responder por 31,8% de toda a soja produzida no país.

Produção nos estados

Já no Rio Grande do Sul, a consultoria aponta que as lavouras colhidas no final do ciclo resultaram em mais uma revisão positiva da produtividade: 11,1 milhões de toneladas. De qualquer forma, a quebra de safra no estado foi de 50%.

O número estimado para os resultados gaúchos é de dois milhões acima do projetado pelo último relatório de safra da Conab, que indica 9,1 milhões de toneladas.

A StoneX também relata ajustes positivos no Maranhão e no Pará e pondera que, não fosse a estiagem que afetou as lavouras do Sul e de mato Grosso do Sul, a produção brasileira excederia as 140 milhões de toneladas.

Estoques finais de soja

Com a revisão no número de toneladas colhidas, a consultoria também elevou os estoques finais, que ficaram em 4,9 milhões de toneladas. 

Em nota, a especialista de Inteligência de Mercado da empresa, Ana Luiza Lodi, afirmou que essa alta se dá mesmo com a revisão do consumo doméstico para 49 milhões de toneladas.

A estimativa de exportações de soja foi mantida em 77 milhões de toneladas, ante o recorde de 86,1 milhões na temporada anterior. A Abiove projeta o mesmo índice.

fonte: canal rural

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Condição da safra de milho nos EUA piora na semana, aponta USDA

O USDA disse que 58% da safra de milho dos EUA apresentava condição boa ou…

Preços da soja ficam em baixa no Brasil. Chicago sente queda do petróleo

Nos subprodutos, a posição setembro do farelo fechou em US$ 431,40 por tonelada e óleo…

Brasil exportou 9% a menos de soja no 1º semestre em comparação a 2021

Menor embarque para a China e quebra de safra justificam o recuo No primeiro semestre…